5% off na primeira compra. Aproveite!

Purificador ou água mineral? Saiba qual é melhor

purificador ou água mineral

Quando pensamos na água que bebemos, é comum surgir a dúvida: purificador ou água mineral? Qual é melhor? Existem riscos no consumo de cada uma? De onde vem a água mineral?

Desde já, é importante lembrar que existem padrões de potabilidade estabelecidos. Para consumir água de maneira segura, ela deve ser tratada e atender a estes critérios. 

A popularidade da água engarrafada deve-se à sua praticidade, bem como aos esforços da propaganda. Muitos fabricantes criam a ideia de que seus poços são paraísos naturais intocados. Por outro lado, será que essa é a escolha mais inteligente? Será a mais econômica ou sustentável?

A seguir, vamos tentar esclarecer algumas dúvidas sobre estes assuntos. Da mesma forma, apontaremos os malefícios e benefícios das duas opções. Assim, esperamos que você fique informado e consiga escolher entre purificador ou água mineral.

Quais são os indicadores de uma água potável segura?

O Ministério da Saúde estabelece diversos procedimentos de controle para garantir que a água é segura para o consumo humano. De acordo com a Portaria de Consolidação nº 05, anexo XX, são realizados diversos testes, com mais de 90 parâmetros.

Aprendemos na escola que a água deve ser inodora, incolor e insípida, certo? Mas, temos ainda outros importantes indicadores como: turbidez, cloro livre, pH e microrganismos presentes. Ficou curioso sobre o assunto? Então, descubra mais sobre a qualidade ideal da água.

Sabendo deste controle na água tratada, fica a pergunta: estes padrões são igualmente aplicados aos dois tipos de água? Qual é a origem da água mineral? Seu consumo é seguro?

De onde vem a água mineral?

purificador ou água mineral

Segundo o Código de Águas Minerais (decreto-lei nº 7.841), esse tipo de água deve ter algumas características específicas.

Ela deve ser captada legalmente de fontes naturais ou artificiais. Assim também, deve ter  composição química ou propriedades físicas ou físico-químicas distintas das águas comuns. Essas diferenças devem garantir que a água tenha uma ação medicamentosa.

O controle da qualidade existe para o purificador ou água mineral Uma empresa de água engarrafada deve atender todos os padrões de qualidade determinados pelo Departamento Nacional de Produção Mineral. Do mesmo modo, para vender seus produtos, deve fazer o registro na Anvisa e no Ministério da Saúde. 

Sim, existem regulamentações para a água engarrafada. Por outro lado, ainda assim ela pode apresentar alguns problemas para você e muitos outros para o meio ambiente. 

Mais seguro e sustentável: purificador ou água mineral?

Primeiramente, queremos levantar algumas perguntas. Quando você compra uma garrafinha de água no meio da rua, sabe de onde ela veio realmente? 

Quando recebe um galão de água, sabe como ele foi fechado, armazenado e transportado? Fazendo essa rápida análise, o que parece mais confiável: purificador ou água mineral?

Existem muitos riscos escondidos nestas etapas. O primeiro deles é o de fraude: você pode estar pagando por água de torneira. Tem muita água comum sendo vendida como água mineral por pessoas que agem de má fé.

Tem ainda outro problema igualmente importante: o das embalagens. Mesmo que a água seja de uma fonte natural, a garrafa de plástico pode liberar produtos químicos nocivos à saúde. Do mesmo modo, se os galões não forem fechados e verificados corretamente, ficam suscetíveis à contaminação. 

A maneira como eles são armazenados e transportados também são fatores de influência. Incidência de sol, amassados e sujeira podem comprometer a qualidade sanitária da água. Muita gente não sabe, mas a água mineral tem validade, principalmente pelo fato de ser engarrafada.

Por fim, existe uma questão talvez ainda mais importante: a poluição gerada por embalagens plásticas. Desde a fabricação até o descarte da água engarrafada, ela consome recursos e gera prejuízos ao planeta. Assim, optar por ter um purificador de água é uma escolha mais consciente, econômica e sustentável.

Afinal, qual devo escolher: purificador ou água mineral?

Se você procura economia, praticidade, segurança, qualidade da água e sustentabilidade, definitivamente você procura um purificador.

À primeira vista, pode parecer que é muito mais caro ter um purificador que comprar água mineral. Mas, essa é apenas uma impressão, que não leva em conta o investimento a longo prazo. Quer um exemplo? O preço médio do litro de água é de R$0,11 no Europa Bliss contra R$0,85 do galão. Quando pensamos no consumo de uma família inteira ao longo de um ano todo, a economia fica ainda mais evidente.

Já levantamos a questão da sustentabilidade e também da dúvida sobre a origem da água mineral. Com um purificador de água, é possível ter mais segurança. Eles são aparelhos de melhoria da qualidade da água já tratada.

Logo, só acrescentam proteção à água que você e a sua família bebem. A manutenção é baixa e você tem a praticidade de nunca ficar sem água. 

Existem diversos tipos de purificador, que oferecem benefícios diferentes, como a comodidade da água gelada, por exemplo. Há ainda modelos que garantem a proteção contra vírus e bactérias presentes na água, deixando o consumo ainda mais seguro.

Com essas informações, ficou mais fácil escolher entre purificador ou água mineral? Esperamos ter demonstrado que ter um purificador de água só traz vantagens para você, sua família e para o planeta!

 

Quer saber mais?

Preencha o formulário para entrarmos em contato com você.
** Não se preocupe! Não enviaremos spam.

[contact-form-7 id=”20047″ title=”CTA b2b”]