5% off na primeira compra. Aproveite!

INMETRO para purificadores: tudo sobre o teste

INMETRO para purificadores de água

O selo INMETRO para purificadores de água é uma certificação obrigatória para todos os produtos do mercado, sabia? Aquele adesivo que vai nos aparelhos indica que  o produto foi avaliado e aprovado pelo INMETRO.

Definitivamente, ter uma linha de produtos aprovada pelo INMETRO passa muita credibilidade. Mas, por que essa é uma certificação obrigatória? 

Por que os purificadores de água precisam desta avaliação? Afinal, como funciona o teste e o que ele garante ao consumidor?

A seguir, vamos esclarecer algumas dessas dúvidas, bem como evidenciar a importância do teste INMETRO para purificadores. 

Por que o teste do INMETRO para purificadores de água é obrigatório?

INMETRO para purificadores de água

Pode-se dizer que essa necessidade surgiu devido à falta de padrão de qualidade desses produtos no mercado nacional. 

Por serem produtos ligados à saúde, existe uma preocupação com a regulamentação dos aparelhos. 

De acordo com a IWRA, todo ano, milhares de vidas são interrompidas por problemas no controle da qualidade da água. No mundo todo, de 8 milhões a 11 milhões de pessoas morrem em função disso.

No Brasil, temos problemas de má qualidade, bem como de contaminação. Existe também um outro complicador: a distribuição desigual dos recursos hídricos. A qualidade da água tratada que abastece as diversas cidades é variável. Os resíduos presentes na água são muitos e podem conter agrotóxicos, microplásticos e até medicamentos. Por isso, o teste do INMETRO para purificadores de água é essencial. 

Da mesma forma, estes produtos são amplamente consumidos e também eram alvo de reclamações para o Instituto. 

Antes de mais nada, vale lembrar que o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia é uma agência do governo. O INMETRO fiscaliza a qualidade dos produtos disponíveis no mercado, em âmbito nacional.

Ficou a cargo do INMETRO induzir a criação de uma Norma Brasileira para essa linha de produtos. Desde 2011, é proibida a venda de produtos sem o Selo INMETRO para purificadores de água.

O teste do INMETRO para purificadores se aplica igualmente a todos os aparelhos de melhoria da qualidade da água.

O teste avalia a qualidade da água?

INMETRO para purificadores de água

Primeiramente, vale pontuar que o INMETRO não é responsável por avaliar a qualidade ideal da água que abastece as regiões. O Instituto avalia apenas os aspectos da água oferecida pelos aparelhos de melhoria da qualidade da água. Para a água que abastece as regiões do país, existem testes e critérios que estabelecem o padrão de potabilidade.

Da mesma forma, também vale esclarecer que existem certificações compulsórias e voluntárias. O teste do INMETRO para purificador de água se enquadra no primeiro caso. As certificações compulsórias são obrigatórias, e regulamentadas por lei ou portaria. Elas têm por objetivo regular a fabricação e comercialização de um produto considerando questões de saúde, segurança e meio ambiente. 

Por outro lado, as certificações voluntárias ficam a critério de cada empresa. Logo, os fabricantes que optam por avaliar seus produtos acabam tendo uma grande vantagem competitiva no mercado.

Elas não possuem regulamentação do INMETRO, baseando-se em normas técnicas, nacionais ou internacionais. Este é o caso do Selo Abrafipa, por exemplo, que avalia a qualidade dos refis de todos os aparelhos de melhoria da água. 

Assim, entendemos que apenas a certificação obrigatória é um requisito para fabricar e comercializar produtos. O selo colado no aparelho comprova que o produto passou pelo teste do INMETRO para purificador de água. Isso atesta que ele está em conformidade com as leis, podendo ser ofertado ao consumidor.

Se é lei, tem que ter fiscalização e medidas punitivas em caso de descumprimento. O IPEM é o órgão responsável por fiscalizar esta atividade. Se forem encontrados ou comercializados produtos sem o Selo do INMETRO, eles podem ser apreendidos e o estabelecimento penalizado.

O que avalia e qual o objetivo do teste do INMETRO para purificador de água?

Antes de mais nada, esclarecemos que esta certificação é destinada a aparelhos de melhoria da qualidade da água. Ou seja, o teste do INMETRO para purificador de água considera que o aparelho funciona sempre com água previamente tratada.

Nas regiões abastecidas por estações de tratamento, a água atende aos padrões de potabilidade e é considerada segura para consumo. Por outro lado, em muitos distritos, há uso clandestino de água de rios, lagos e córregos não tratados.  

Assim também, é preciso levar em conta o estado da infraestrutura das redes de distribuição. Em muitos lugares, é possível encontrar tubulações antigas, e até mesmo contaminadas com resíduos nocivos à saúde.

Logo, os parâmetros estabelecidos no teste INMETRO para purificador de água consideram a eficácia do produto diante de água previamente tratada. 

Conheça alguns dos principais objetivos do programa de análise do Instituto:

  1. Manter o consumidor brasileiro informado sobre outros aspectos além do preço de produtos e serviços. Assim, com mais consciência sobre seus direitos e responsabilidades, ele pode fazer escolhas mais embasadas.
  2. auxiliar a indústria nacional a melhorar continuamente a qualidade de seus produtos, tornando-a mais competitiva;
  3. diferenciar os produtos disponíveis no mercado nacional em relação à sua qualidade;

O teste verifica se os quesitos de qualidade apontados para as empresas do setor estão sendo cumpridos. De acordo com as regras da NRB 16098:2012, devem ser verificados 3 principais pontos. O desempenho, a capacidade de filtragem e resistência à pressão da água. 

Juntamente com estes 3, também avaliam acabamento de superfície, rótulo e o manual de instruções.

Quais as etapas da avaliação?

Primeiramente, é feita uma pesquisa que identifica diferentes tipos de produtos, em diferentes regiões do país. Logo depois, são adquiridos os produtos das marcas a serem analisadas.

O teste do INMETRO para purificador de água conta com 10 classes de ensaios e verificações. Vamos nos aprofundar um pouco em 3 importantes testes, bem como dar um breve resumo sobre as demais classes.

Ensaio de pressão hidrostática

Verifica a resistência do aparelho aos esforços da rede hidráulica em que são instalados.

Ensaio de fadiga

Do mesmo modo, este ensaio também verifica resistência à pressão. Ele avalia a capacidade e segurança do aparelho em relação à resistência às pressões hidráulicas em uso prolongado.

Ensaio de extraíveis

Avalia se o aparelho e seus elementos que entram em contato com a água liberam compostos químicos acima do aceitável. Os limites para consumo humano são determinados de acordo com a Portaria nº 518 do Ministério da Saúde.

Manual de instruções

Este ensaio verifica se todas as informações contidas no manual de instruções atendem aos critérios da norma.

Rotulagem

Da mesma forma, este teste avalia se a embalagem segue as exigências legais, bem como se esclarece informações ao consumidor. As características do produto,, modelo, conteúdo de embalagem, etc. devem estar impressas de forma legível.

Acabamento de Superfície

Aqui, verifica-se a uniformidade do acabamento do aparelho, que não deve apresentar bolhas, trincas, cantos vivos ou rugosidades. 

Existem 3 ensaios do teste do INMETRO para purificador que são essenciais para garantir a qualidade da água. São eles:

  • Retenção de Partículas; 
  • Redução de Cloro Livre; 
  • Eficiência Bacteriológica.

Fique ligado para melhor cada um deles.

Teste INMETRO para purificador: eficiência de Retenção de Partículas

Este ensaio determina o tamanho da partícula sólida (ferrugem, barro, limo) que o aparelho pode filtrar. O filtro deve reter ao menos 85% das partículas, tornando a água segura para consumo.

Para classificar o tamanho destas partículas, utiliza-se a medida em microns (milésimo de milímetro). Logo, se o filtro possui uma capacidade maior de filtragem, o tamanho da partícula que ele retém é menor.

Existe uma escala que classifica os aparelhos de acordo com a capacidade de retenção de partículas. Antigamente, a nomenclatura para este ensaio variava de PI a PVI.

melhor filtro de água inmetro

Agora, a escala vai de A a F. As primeiras letras representam purificadores com potencial de reter partículas menores.

CLASSECAPACIDADE DE RETENÇÃO
AEntre 0,5 a 1 µ de partículas
BEntre 1 a 5 µ de partículas
CEntre 5 a 15 µ de partículas
DEntre 15 a 30 µ de partículas
EEntre 30 a 50 µ de partículas
FEntre 50 a 80 µ de partículas

Redução de Cloro Livre

Este é outro ensaio de eficiência muito relevante para o teste do INMETRO para purificador de água. Ele determina se o purificador possui eficácia na retirada de cloro da água. 

Assim, seu objetivo é verificar qual o real nível de redução de cloro da água. A norma prevê que a variação mínima de redução deve ser de 25% a 49,9%. 

Para este ensaio não existem tabelas, e sim apenas duas classificações:

  • Com redução de Cloro Livre;
  • Não se aplica.

Eficiência Bacteriológica

Esse teste identifica se o aparelho é eficiente na eliminação de bactérias. Do mesmo modo que o ensaio anterior, ele só admite duas classificações:

  • Aprovado.
  • Não se aplica.

Este texto foi útil? Esperamos que agora você compreenda todas as informações que o selo INMETRO para purificador de água apresenta. Assim, na hora de comprar o seu aparelho, poderá fazer uma escolha mais consciente, com base no que aprendeu sobre a qualidade da água.