5% off na primeira compra. Aproveite!

Purificador de água 220v e 110v: cuidados ao mudar de cidade

Purificador de água 220v e 110v

Você sabia que o Brasil tem cidades com tensão 220v e 110v? Definitivamente, quem já viajou pelo nosso país, teve surpresas ao usar o secador de cabelo, por exemplo.

Muita gente acredita que existe um padrão único de tensão no Brasil, mas isto não é verdade. Antes de mais nada, é importante lembrar que 110v não é mais padrão no nosso território. Embora seja muito comum falar “essa tomada é 110v”, atualmente, esta tensão é de 127v. 

Assim, se for mudar de cidade e levar aparelhos elétricos com você, é bom ficar atento. Um purificador de água 110v ligado numa tomada 220v pode sofrer danos. 

Para esclarecer as diferenças entre tensão 220v e 110v, riscos, vantagens e desvantagens, fique com a gente!

O que muda entre tensão 220v e 110v?

No mundo todo, os padrões de tensão dividem-se entre estas duas voltagens. As Américas preferem 110v, enquanto os demais continentes escolhem 220v.

Para entender a diferença na prática, é preciso estabelecer alguns conceitos técnicos. Primeiramente, vamos à definição de voltagem: “pressão” ou “impulso” com o qual a eletricidade passa pelos fios. Já a corrente ou amperagem é o fluxo da eletricidade passando por um condutor.

Vamos entender a principal diferença entre tensão 220v e 110v num exemplo prático? Um aparelho com potência de 300 watts ligado em tomada 110v, leva uma corrente de 2,72 amperes pelos fios. Por outro lado, esse mesmo aparelho no 220v, leva apenas 1,36 amperes. Afinal, o que isso significa na prática? Que você vai precisar de fios condutores mais grossos para usar o aparelho no 110v e mais finos no 220v.

Logo, podemos dizer que instalações prediais elétricas com padrão 220v conduzem menos corrente e permitem fios mais finos. Isso significa que eles serão mais baratos e a instalação um pouco mais segura. Agora que já entendemos a diferença entre tensão 220v e 110v, resta saber porque temos ambos no nosso país.

Por que temos 2 padrões de voltagem no Brasil?

No início do séc. XX, a rede elétrica começou a ser instalada no país. Como não foi definido um padrão de início, cada empresa decidia por si. Assim, a tensão 220v e 110v era escolhida de acordo com a origem da companhia. Geralmente, empresas americanas e canadenses optavam por 110v, e as europeias por 220v.

Além disso, existem prós e contras igualmente importantes em ambas as tensões. Uma tensão oferece mais segurança (em partes) e a outra mais economia. Vamos explicar melhor. 

As redes de 220v são mais econômicas por exigirem condutores mais finos, o que gasta menos material. Do mesmo modo, o consumo também é levemente menor. 

Mas, não se anime em querer suas instalações elétricas. Isso porque este impacto de redução é mínimo, e só é sentido pelas fornecedoras e não pelo consumidor final. Um purificador refrigerado 220v consome a mesma coisa que um 110v, em qualquer lugar. 

Já quando o assunto é segurança, escolher entre a tensão 220v e 110v fica mais complexo. Isso porque as redes de 110v oferecem um risco menor no caso de eventuais choques. Por outro lado, é muito mais fácil botar fogo em uma casa com padrão 110v. Com uma corrente maior, existe mais atrito nos fios. Assim, se eles não forem espessos o suficiente, podem superaquecer e entrar em combustão. 

Por fim, vale esclarecer a confusão dos 110v ou 127v. Esta mudança tem a ver com a modernização dos transformadores. Houve um consenso entre as fornecedoras para que 127v fosse o novo padrão. Este valor seria uma média da variação natural que existe quando medimos uma corrente alternada.

Se quiser descobrir como as cidades brasileiras se dividem entre a tensão 220v e 110v, clique aqui. Lembrando que é possível ter variações dentro da mesma cidade, em função de diferenças nas instalações.

E se você se confundir com a tensão 220v e 110v: o que acontece?

Electricity short circuit / Electrical failure resulting in electricity wire burnt

Muitas vezes, as tomadas com tensão 220v não têm nenhuma sinalização. Assim também, é preciso pesquisar a tensão da cidade para a qual você vai viajar ou se mudar. Afinal, tem problema ligar um aparelho de uma tensão em outra?

Se você ligar um aparelho que funciona com 110v em uma rede de 220v, o estrago é quase certo. A tensão mais alta da tomada acaba torrando o dispositivo. Somente se existir um sistema de segurança, é possível prevenir este dano e evitar o descarte do aparelho.

Por outro lado, ligar um aparelho 220v na rede de 110v causa muito menos problemas. Geralmente, ele só não funciona direito, porque está sendo alimentado com a metade da tensão que deveria receber. 

Assim, uma furadeira não teria a rotação desejada, por exemplo. Um aparelho de som teria o volume muito mais baixo. E um purificador refrigerado levaria mais tempo para gelar a água, que também não ficaria na temperatura ideal. 

É claro que não ter água tão gelada para matar a sede é apenas um inconveniente. Danificar o sistema de refrigeração pode condenar o uso do aparelho. Por isso, fique muito atento à tensão 220v e 110v dos produtos e nos locais aonde for.

A nossa linha de refrigerados tem todos os modelos nas duas tensões do Brasil (127v e 220v). Logo, se ainda vai comprar um purificador, certifique-se de escolher corretamente a voltagem. 

Se já tiver um purificador e for mudar para algum lugar com tensão diferente, é possível usar um transformador. Este dispositivo opera exclusivamente com corrente alternada, elevando e/ou abaixando tensões ou correntes elétricas. 

Você já teve problemas relacionados à diferença entre tensão 220v e 110v? Esperamos que este texto tenha esclarecido dúvidas e que previna riscos e prejuízos!