5% off na primeira compra. Aproveite!

Plantas aquáticas incríveis para cultivar em casa!

plantas aquáticas

Para quem gosta de ter mais verde em casa ou no trabalho, as plantas aquáticas são indispensáveis. 

Definitivamente, a tendência do urban julgue mostrou que veio para ficar. Para recriar a sensação de conexão com a natureza, muitas pessoas enchem seus ambientes de plantas. 

De acordo com estudos, ter plantas no ambiente de trabalho pode reduzir o estresse e aumentar a produtividade. Segundo um estudo americano, ter mais verde em casa pode reduzir até mesmo as dores e a ansiedade.

Como resultado da adaptação para sobreviver, algumas plantas têm a capacidade de formar raízes a partir de pedaços expostos à umidade. 

Logo, as plantas aquáticas não precisam de terra e adubo para o cultivo. Esta técnica, chamada de aquicultura, produz lindos resultados e está em alta. 

A seguir, vamos dar dicas sobre a técnica e apresentar 5 plantas aquáticas para você ter em casa!

Como cultivar plantas na água?

À primeira vista, cultivar plantas aquáticas pode parecer complexo ou quase mágico. Se você já tem plantas em casa, sabe que elas exigem alguns cuidados. Mas, na verdade, se você conhecer as espécies certas, a aquicultura é muito simples.

As plantas aquáticas podem ser divididas em 3 categorias: submersas (ou de aquário), de vasos e flutuantes. Existem diversas espécies, mas as que possuem caule mais rígido são as mais adequadas ao cultivo em vasos.

Certamente, um dos aspectos mais interessantes desta forma de cultivo é poder ver todas as partes da planta. Folhas, flores, caule e raiz ficam constantemente em destaque, encantando e surpreendendo o olhar.

Para deixar o conjunto ainda mais bonito, aposte em vasos e vidros diferentes. Desde um cristal fino até uma garrafa de vinho, ou um pote de geléia: explore sua criatividade e comece sua coleção.

Afinal, como começar o cultivo de plantas aquáticas? Fique ligado nos 4 passos a seguir: 

1. Escolha uma planta saudável como matriz 

Esta espécie já adulta servirá de base para seu novo vaso. Logo, é importante escolher uma planta saudável, com folhas firmes e bonitas. 

2. Corte um galho da planta

Escolha o tamanho do pedaço a ser cortado de acordo com o recipiente escolhido. Cortando um galho com, pelo menos, de três a cinco folhas, as chances de sucesso são maiores. 

3. Higienize bem o galho

As plantas aquáticas precisam estar livres de impurezas para crescerem bem. Por isso, higienize o galho, removendo todo o excesso de terra.

4. Coloque em um recipiente com três quartos de água

Este talvez seja o maior segredo do cultivo: não encha o recipiente completamente. Apenas a raiz e os galhos devem ficar submersos, enquanto as folhas permanecem sempre secas.

5 espécies de plantas aquáticas para você conhecer e se apaixonar

1- Begônia

As variações de begônias de cera, rex e tuberosas são igualmente lindas e brotam na água com uma única folha. Tenha calma no processo, porque elas podem demorar semanas para se configurar.

2-Bambu-da-sorte

Os caules do bambu são muito resistentes. Cascalho e pedras coloridas aumentam o valor ornamental e fornecem suporte para o bambu-da-sorte. Assim, para dar mais sustentação ao eixo central, coloque bastante ao seu redor.

3- Lambari

Definitivamente, esta é uma das espécies mais fáceis de serem cultivadas com umidade. Suas flores são lindas e seu caule conta com raízes esperando para crescer. 

4- Ninféia

Esta espécie de planta aquática é conhecida por sua beleza e pode ser cultivada em vasos, bem como em lagos artificiais. Com diversas cores, quando cultivada em pleno sol, a Ninféia produz pequenos frutos com várias sementes.

5- Alface d’água

Esta é uma das plantas aquáticas que vive flutuando em águas rasas, mas se adapta com facilidade a lugares mais profundos. Pode ser cultivada igualmente em vasos ou lagos artificiais, e precisa de sol pleno para se desenvolver.

Cuidados especiais com as plantas aquáticas

Como todos os seres vivos, as plantas aquáticas precisam de alguns elementos básicos para sobreviver. Vamos descobrir algumas dicas essenciais para as suas verdinhas crescerem bem?

De olho na qualidade da água 

Definitivamente, para uma planta que se alimenta por meio da água, é fundamental que ela seja de qualidade. Logo, o ideal é utilizar água purificada, que está livre de  impurezas e sem cloro.

Escolha um cantinho agradável

Algumas espécies aquáticas precisam receber uma boa dose de luminosidade. Por outro lado, não podem receber a incidência direta e contínua dos raios solares, que podem esquentar a água.

Estamos falando da luz indireta ou meia-sombra. Assim, as plantas aquáticas são bastante adequadas para espaços internos.

Manutenção é o segredo

Realizar a troca da água e a limpeza do recipiente vão manter sua planta limpa e saudável. Dessa forma, você acelera o processo de enraizamento e evita a proliferação de insetos. A frequência ideal é a cada 3 ou 4 dias, ou sempre que a água estiver turva ou opaca. 

Tudo pronto para começar a sua coleção de plantas aquáticas? Agora, é só escolher as suas preferidas e soltar a criatividade para decorar seu ambiente!