5% off na primeira compra. Aproveite!

Garganta seca mesmo bebendo água? Saiba mais.

garganta seca mesmo bebendo água

A sensação frequente de garganta seca pode ser mais do que apenas um incômodo. Definitivamente, se você se hidrata corretamente e ainda sente isso o tempo todo, é importante ficar alerta.

Durante as estações mais frias, esta é uma queixa muito comum. Por outro lado, quando existem outros sintomas associados à garganta seca, pode ser necessário procurar atendimento médico.

Então, que tal entender o porquê isso acontece, quais os riscos e como prevenir problemas? 

O que pode deixar a garganta seca?

Primeiramente, para saber como evitar ou amenizar este problema, é preciso conhecer as suas causas. 

Separamos aqui 5 principais fatores causadores desta sensação. Vamos conhecer?

1- Falta de saliva

Da mesma forma que tantas outras coisas no nosso corpo, a saliva também é composta principalmente por água. Assim, quando estamos desidratados, ela fica espessa e viscosa. Com pouca água no organismo, não é possível produzir corretamente esta secreção, que umedece boca e garganta.

Você está bebendo a quantidade ideal de água para o seu corpo? Se não, considere aumentar a ingestão e prevenir o incômodo.

2- Tabagismo, consumo de álcool e doenças crônicas

Em alguns casos, a garganta seca pode ser um sintoma de doenças como refluxo e apneia do sono. Tanto uma quanto a outra condição podem provocar engasgos igualmente. Se a sensação de ressecamento for persistente, pode ser um sinal de Xerostomia. Esta é uma condição associada a baixa produção de saliva pelas glândulas salivares.

O abuso de bebidas alcoólicas e do cigarro também pode resultar em garganta seca. Ainda que exista a ingestão de água, essas substâncias prejudicam a produção de muco.

3- Alergias

Definitivamente, quem é alérgico conhece bem essa sensação. A rinite e reações alérgicas à poeira, mofo ou pelos de animais podem deixar a garganta seca.

Afinal, por que será que isso acontece? Existem algumas partículas capazes de causar irritações no nosso nariz. Quando captadas por ele, as cavidades nasais ficam inflamadas e a produção de muco aumenta.

A inflamação é a grande responsável pelo ressecamento, coceira ou irritação na garganta. Da mesma forma, pode ocasionar coriza e congestão nasal.

Agora, um aviso geral: fique atento à presença de fumaça e outros elementos no ar. Eles podem ter exatamente o mesmo efeito, mesmo para quem não é alérgico.

4- Excesso de cloro na água

Beber água é fundamental à saúde. Mas, beber água de qualidade é igualmente importante. Se você estiver bebendo água com excesso de cloro, esta pode ser a causa da sensação de garganta seca.

Esta substância em excesso pode ocasionar irritações respiratórias e maior risco de desenvolver bronquite e asma. Logo, procure beber água dentro dos padrões de potabilidade e só compre purificadores que reduzam o cloro livre.

5- Garganta seca ao acordar

Dormir bem também é um grande pilar da vida saudável. E respirar corretamente enquanto dormimos pode ajudar muito. Congestão nasal e dormir de bruços podem dificultar a respiração pelo nariz. Assim, passamos a respirar naturalmente pela boca, o que pode deixar a sensação de garganta seca pela manhã.

Se a irritação surge pela manhã, mas desaparece ao longo do dia, temos uma dica simples. Beber um copo de água logo que acordar pode melhorar a sensação, bem como trazer outros benefícios.

Como já dissemos anteriormente, a apneia do sono também é uma condição noturna que pode deixar a garganta seca. Os indivíduos com apneia param de respirar ou respiram muito superficialmente durante a noite.

Como tratar ou melhorar essa sensação?

Antes de mais nada, para se livrar da garganta seca, você deve identificar a origem do problema. No caso de desidratação, passar a ingerir mais água e evitar alimentos com alto teor de sódio também pode ajudar.

Por outro lado, existem casos em que a indicação é buscar ajuda profissional para ter o tratamento adequado. Se a sensação for prolongada e seguida de outros sintomas como xerostomia, roncos e dificuldade na alimentação, fique alerta.

Da mesma forma, se a origem do problema for a falta de produção de saliva, procure atendimento médico. A água e a saúde bucal também estão interligadas, mas nem sempre a hidratação correta resolve este problema. Estes quadros podem favorecer o surgimento de cárie e da halitose, ou até ulcerações na mucosa. 

Além disso, mantenha sempre hábitos saudáveis, beba água purificada e procure manter os ambientes ventilados. 

Garganta seca? Nunca mais!