5% off na primeira compra. Aproveite!

Amigos surfistas criam “filtro” que suga plástico do mar

Purificador de água Europa com filtro

O lixo cada vez mais presente nos oceanos é um problema sério. Além de afetar de maneira trágica a vida marinha, o controle do que é descartado na costa e pode acabar indo para o oceano tem um custo elevado, já que o trabalho é feito por funcionários que recolhem esses dejetos manualmente ou por barcos com redes que funcionam como “varredores” das águas.

Porém, um sistema desenvolvido por dois surfistas australianos promete ser uma solução barata para o problema do lixo em instalações marinhas como docas, marinas, portos e piers.

O “Seabin”, criado pelos amigos Andrew Turton e Pete Ceglinski, é um protótipo de filtro que suja plástico, óleo, sabão e qualquer outro material despejado que esteja flutuando na água, e funciona sem interrupções, 24 horas por dias.

Essa lata de lixo flutuante é feita de 70 a 100% de polietileno reciclado de plástico e possui um sistema conectado a uma bomba que realiza o trabalho de sucção e evita que o lixo acabe sendo carregado pelas correntes marinhas e se espalhe pelos oceanos. Dentro dos baldes (que funcionam como um ralo) existe um saco removível, que mantém tudo o que foi sugado ali mesmo, bastando depois retirar o lixo e recolocar o saco no lugar. Uma ideia tão simples e eficaz que os amigos abandonaram seus empregos para se dedicar ao projeto.

Tudo parece bem simples, mas você pode se perguntar “e o perigo oferecido para as espécies marinhas?”. Os criadores afirmam que nenhum animal ou peixe foi encontrado dentro dos baldes nos 4 anos de testes com o produto.

Turton e Ceglinski passaram 10 anos desenvolvendo e aperfeiçoando o Seabin em Palma de Mallorca, na Espanha, e agora pretendem implementar o uso do equipamento ao redor do mundo. Por meio de crowdfunding (palavra linkada para o site https://www.indiegogo.com/projects/cleaning-the-oceans-one-marina-at-a-time#/), na plataforma Indiegogo, os amigos estão arrecadando fundos para iniciar a produção, cujo custo rondará os €150.000.

Veja mais no vídeo: