Quanto você acha que custaria para “recongelar” o Ártico?

artico-geleiras

A ideia de “recongelar” uma região como o Ártico de cara parece impossível, certo? O físico norte- americano Steven Desch acredita que com R$500 bilhões de dólares isso pode ser feito. A fim de encontrar uma solução para o aquecimento global e as catástrofes naturais decorrentes desse efeito, como o degelo das calotas polares, desch e uma equipe de pesquisadores da Universidade Estadual do Arizona pretendem repor o gelo marinho da região, que vêm desaparecendo nos últimos anos, em função do aumento das temperaturas.

Quer saber como eles planejam fazer isso? A idea é simples: construir 10 bombas eólicas sobre a calota polar do Ártico para que, durante o inverno, elas possam bombear água para a superfície de gelo. Já na superficie, essa água congelaria e deixaria a camada de gelo mais grossa em cerca de um metro, sobre o mar. Com uma calota polar mais grossa, o risco de que todo o gelo marinho derreta é reduzido.

Para que essa ideia fantástica saia do papel e seja aplicada na prática existe um investimento calculado de R$500 bilhões de dólares, um dos mais caros projetos já apresentados. Mesmo sem certezas de que os resultados seriam positivos, é essencial avaliar o investimento, pois o Ártico enfrenta atualmente um estado de calamidade e, se até 2030 nada for feito, é possível que todo o gelo da região tenha desaparecido, dizimando diversas espécies de animais e plantas, que colocariam outras tantas espécies em extinção.

Se achou a ideia super interessante e quiser saber um pouco mais sobre esse projeto, assista ao video abaixo:

https://youtu.be/FdVijr10DZ0

Fonte: The Guardian

Assine nossa news