Descobertas recentes da Nasa mostram que a Terra não é o único Planeta Água.

No início desta semana, a NASA (Agência Espacial Americana) anunciou que conseguiu comprovar a existência de água líquida e corrente em Marte. A novidade não está no fato de descobrir a presença de água no planeta: já se sabia da presença de água em Marte, porém a maior parte encontra-se em estado sólido, abaixo da superfície. Agora trata-se de água líquida, na superfície (mesmo que em pequena quantidade) e condicionada ao clima (no inverno congela e no verão derrete, descendo as montanhas).

Existem ainda outros planetas com presença de água já detectada pelos cientistas e, alguns deles, têm muito mais água que a Terra. Recentemente, uma análise de dados com mais de 20 anos mostrou que a Europa, lua de Júpiter, tem duas vezes mais água do que o nosso planeta. Mesmo assim, ela ainda está longe de ser o astro com mais água do sistema solar.

Enquanto a Terra tem 1,335 ZL de água, Europa tem 2,6 ZL. Os demais astros com mais água do que o nosso planeta são Callisto (5,3 ZL), Titan (18,6 ZL) e Ganymede (35,4 ZL). O último deles (Ganymede ou Gamínedes) é a maior lua de Júpiter e ganha destaque, pois 69% do seu volume pode ser composto de água.

A Nasa planeja agora uma missão rumo à Europa para mapear a lua gelada com detalhes. A sonda Europa Clipper tem previsão de lançamento para 2022 e só deve chegar ao seu destino três anos mais tarde.

Fonte: G1, Business Insider e UOL

 

 

Assine nossa news

X FECHAR

Sobre o que gostaria de saber?

Deixe sua sugestão com a gente, o seu tema pode ser escolhido para o próximo post.